• RUMO

Sabes como vai ser o final?

Estamos a poucos dias de iniciar um novo ano. Nesta altura existe uma tendência para refletir sobre o ainda corrente. É também assim contigo? Se for, este texto é também para ti.



Estas última semanas passam a voar. Como um pássaro que, cansado de estar entre o estático que pode ser uma gaiola, consegue redescobrir o que do outro lado está. Expectativa. Curiosidade. Novos horizontes. Novas possibilidades.


Entretanto, continuamos nas nossas rotinas habituais, com mais compromissos/eventos. Em correria.




A possível e por vezes tão esperada reflexão final surge quase tradicionalmente. A observação e o (possível) julgamento sobre o ano que passou, tanto a nível pessoal como numa perspectiva social, face aos eventos e situações mundiais, podem ser tendenciosos mas, com intenção, é possível definir objetivos e as possíveis metas para o novo ano, de forma a orientar as nossas escolhas e atitudes. Esta intenção deverá ser também realista, crua e em sintonia connosco próprios, com honestidade.


São alguns os exercícios que podemos realizar neste ou em qualquer período de balanço, até para tomadas de decisão:


"Os extremos"

Pontos positivos VS pontos negativos. Organiza os vários aspectos da tua vida - pessoal, emocional, social, profissional,.. - e atribui-lhe uma pontuação.


"Reconquistar"

As nossas conquistas desafiam-nos. Temos altos e baixos e isso é o natural. Quais foram os momentos mais desafiantes? Quais os que "te" conquistaram? Ou em quais tiveste conquistas? Reflete sobre os mesmos - que lição retiras?


"Pausa"

Dos teus projetos/objetivos... o que ficou em "banho-maria"? Ou quais não foram alcançados? Quais aqueles que podes repensar e tentar de novo? Do que precisas?


"Círculo"

Os amigos são a família que nós escolhemos. O que co-construíste este ano? Como essas pessoas contribuíram para a o teu crescimento/desenvolvimento?




Após esta retrospectiva, à meia-noite do "último dia do ano", as "passas" que celebramos e os "desejos pedidos" podem passar a ser só um. O mais importante ou prioritário. Aquele que não se esquece. Relembrar também que não é "só por querer" que irá acontecer ou que, no limite, esse motivo inicial possa ser transformado em outro.


Confiança. Esperança. As pequenas atitudes continuam a fazer a diferença.

O ser-se humano em pleno. Olha os outros, como outros iguais a ti. Investe o tempo com e nas pessoas, porque somos nós que fazemos a diferença. Estar presente e também ser o presente. De ti próprio ou para alguém.

Qualquer momento é válido para "reflexões finais" e será sempre válido celebrar o presente, por aquilo que ele por si só já o é.


Todos os dias, celebra-te.

És o teu melhor presente.



Feliz 2019!



Carolina Oliveira Borges


If you are in an emergency situation, contact the competent authorities and institutions     IMEDIATE HELP

Useful links

contacts

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

©2016-2020 rumo is a product by IFA. All rights reserved.