Gratidão: o nosso único dever | O que é e como se manifesta?

Sabia que atualmente a #gratidão é considerada um hot topic? Há cada vez mais pessoas que tomam consciência da importância de exercê-la e partilhá-la. Mas o que é a gratidão? E como praticá-la?


Gratidão: um sentimento poderoso

A gratidão é um sentimento transformador, de reconhecimento por algo que consideramos bom ou agradável. Sentir e reconhecer gratidão pode modificar a forma como experienciamos a nossa vida.


Qual foi a última vez que sentiu ou demonstrou estar grato?

A literatura académica sobre gratidão começa a ser extensa e há inúmeros estudos que manifestam o poder da gratidão (por favor, leia-se sem cliché!) no nosso sentimento de bem-estar e felicidade. Por exemplo, Maslow, nos seus estudos, sugeriu a importância da gratidão como uma habilidade vital para a saúde psicológica e emocional das pessoas. Igualmente, considerou que pessoas mais gratas gerem, de forma mais saudável, situações/contextos sentidos como desafiantes ou ansiogénicos, prevalecendo o reconhecimento do que já se têm, em detrimento do que não se têm ou deseja ter.


Todos temos dias bons. Dias maus. Dias ehhh.

Surpreendentemente, é bem possível que em um desses dias “maus”, acumulados de problemas e preocupações, colocamos de parte - como se não fosse importante -, as coisas boas e positivas que temos ao nosso redor (uma espécie de autossabotagem... como se fosse mais fácil permanecer no que já é conhecido?)


Por onde começar? Todos nós temos motivos para estarmos e sermos gratos.


Saber como parar o “piloto automático” é uma boa estratégia. Quais os seus padrões de comportamento ou pensamento?


Permita-se a criar novos modelos, contrariando outros antigos. Faça diferente, principalmente nesses dias menos bons. É essencial estarmos gratos pelas conquistas, virtudes e pessoas que nos rodeiam e que dão suporte, a esses mesmos dias. Agradeça diariamente, até pelos contratempos ou situações desafiantes, relembrando o foco na sua resolução e não no problema.